A BRALIMP ALERTA PARA CUIDADOS NA UTILIZAÇÃO DOS BANHEIROS PÚBLICOS

17 de março de 2016 | Casa da Árvore Comunicação

O banheiro público é um lugar onde o cidadão em trânsito se socorre no momento de fazer suas necessidades físicas. Mas nem sempre encontram higiene e limpeza nesses lugares.

Preocupada com a falta de padrão nas operações de limpeza dos banheiros públicos no Brasil, a A Bralimp (Associação Brasileira do Mercado Institucional de Limpeza) está lançando um alerta para conscientizar a população e, principalmente, os proprietários e gerenciadores de locais públicos – restaurantes, lojas e empresas em geral -, sobre a importância de manter uma correta higienização dos banheiros, tanto para a saúde das pessoas que os utilizam, como para o bom andamento dos negócios. “Uma pesquisa realizada na Alemanha, mostrou que uma loja limpa vende 7% mais do que uma onde este item é menosprezado. Além disso, alguns locais são verdadeiras armadilhas para a saúde dos clientes/usuários. Os banheiros são criadouros de micro-organismos e cerca de 25% das pessoas os deixam carregando coliformes fecais”, afirma Renato Ticoulat, diretor de Marketing da A Bralimp.

Uma recente pesquisa realizada nos EUA, com 1032 pessoas, constatou os problemas mais freqüentes apresentados pelos banheiros públicos na visão do consumidor. O principal item apontando foi a falta de sabonete com 45%, seguido pela falta de papel com 43%, odor com 33% e portas que não fecham com 24%. A pesquisa mostrou ainda que mais de 60% das pessoas acima de 54 anos carregam papel higiênico na bolsa.

Segundo Mauro Manzini, Gerente de Desenvolvimento de Mercado da Johnson Diversey, os perigos de contaminação são reais, mas podem ser evitados. Ele recomenda aos consumidores tomar algumas precauções. “Educação e segurança devem estar em primeiro lugar. Por isso, a primeira recomendação é: Sempre lave as mãos após a utilização dos sanitários. As pessoas devem também ser mais exigentes com os administradores dos banheiros públicos, que são os responsáveis pela correta higienização destes ambientes. Este trabalho deve ser feito com a utilização de todos os produtos necessários e adequados”, ressalta o especialista.

A população em geral deve solicitar sempre que os banheiros estejam abastecidos com sabonetes de qualidade comprovada (em alguns casos, bactericidas), toalhas de papel ou secadores automáticos com ar quente, papel higiênico, protetor descartável para assento de vaso sanitário, sacos plásticos para descarte de absorventes higiênicos, etc. “As pessoas devem evitar o uso de sabonetes em barra e toalhas de pano. Torneiras com acionamento por foto célula são as mais indicadas para estes ambientes pois evitam o contato manual para o fechamento das mesmas após as mãos já estarem limpas. Este mesmo cuidado deve ser tomado, se possível, com as maçanetas das portas ao sair do banheiro. É preciso, ainda, ter uma rotina de cuidados especiais por parte dos funcionários responsáveis pela limpeza dos banheiros. Eles estão em maior risco do que os usuários pois passam maior tempo no local. Um fator importante que deve ser observado é que banheiro perfumado é muito agradável, mas não é sinônimo de banheiro limpo e higienizado”, complementa Mauro Manzini.

http://www.limpnet.com.br/servicos/default11